sexta-feira, 26 de setembro de 2014

A VER NAVIOS

Campanha Eleitoral - Amigos e amigas, hoje 26set14 passei por algumas avenidas de São José do Rio Preto - SP - Brasil - e notei uma enorme fila indiana de cavaletes, esses sustentado fotos de candidatos, às vagas de deputados estaduais e federais. Imaginei: R$5.000.000,00 para cada um deles levarem adiante a campanha eleitoral. Esse recurso financeiro provém dos próprios eleitores que escolherão alguns deles. Ah, a escolha decorrerá das propostas, e quanto a elas observo: "são as mesmas das últimas dez campanhas". Detalhe: "a maioria não tem palavra ou não consegue cumprir os compromissos assumidos". Por que não consegue? Simples, os eleitos para o Poder Executivo negociam com os eleitos do Poder Legislativo e formam uma Base de Governo. A Base tem força maior, assim, no decorrer dos próximos quatro anos, o povo que bancou a campanha eleitoral ficará a mercê das decisões da Base. A minoria que comporá a oposição padecerá diuturnamente, pois dificilmente conseguirá aprovar lei que beneficie o povo. No meu sentir, as coligações empreendem nas negociações, no final, a maioria dos eleitos que compõe os poderes Legislativo e Executivo navegará rumo as praias distantes. Mas, e o povo eleitor? O povo, ora o povo, ao povo restará recostar nos barrancos dos mares, de onde ficarão a ver os navios, esses se distanciarão lotados de pessoas felizes. Sim felizes por desfrutarem das benesses, sem se darem conta do quanto a maioria do povo padece. E assim a vida segue até o dia em que a natureza resolva tomar providências, óbvio as mais naturais possíveis, ou mais previsíveis, se levar em conta a lei do Retorno. 

Nenhum comentário: