segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Pais devem estar atentos aos apelos do marketing na formação do caráter das crianças


Crianças escolhem; brinquedos em loja na rua 25 de março; Aumenta a preocupação de educadores com o consumismo infantil que; em alguns casos; pode desencadear até mesmo doenças; como alergias; depressão; agressividade; hiperatividade; ansiedade; além de febre e irregularidades no sono. Foto de Marcelo Camargo/ABr
 

Em entrevista ao programa “Cotidiano”, da Rádio Nacional AM de Brasília, a especialista em Comunicação, Luciene Vasconcelos, co-autora do livro “A criança e o marketing”, junto com a psicóloga Ana Maria Dias da Silva, fala sobre a publicidade voltada para o público infantil e sobre como os pais podem orientar os filhos. De acordo com ela, o marketing infantil não tem somente aspectos negativos, no entanto, os apelos do mercado podem desvirtuar o caráter das crianças e o consumismo exagerado pode encurtar a infância e gerar adultos infelizes.
Apresentação Luiza Inez, Radio Agência Nacional / ABr

EcoDebate, 12/10/2012


Nenhum comentário: