quarta-feira, 11 de julho de 2012

Casas que seriam lares dos velhinhos viram pó

Hamilton Pavam
Mato alto toma conta das 14
moradias do conjunto que se
destina a idosos.
A empresa responsável pelas obras do conjunto habitacional Vila Dignidade, em Rio Preto, abandonou a construção das 14 casas do programa, que é do governo do Estado e visa a fornecer moradia a idosos carentes. Paralisada desde julho de 2011, a obra chegou a virar ponto de encontro para usuários de drogas, e também foi alvo de saques, segundo relato de moradores. Continue lendo
Comentário.
Queridos amigos, se atentarmos para a realidade com relação as ações de governo, melhor seria que eles não existissem. Ora, um empreendimento desse tipo, é simples, porém imprescindível se levarmos em conta o efeito social. Pois bem, eu gostaria de fazer sugestão àqueles que compõem as várias religiões de São José do Rio Preto, no sentido de resolver essa questão. Senão, vejamos. As religiões proliferam seus templos, suas igrejas e com elas os seus líderes ou seus pastores. Normalmente, esses buscam angariar recursos junto aos fiéis com a intenção e justificativa da necessidade de terminar a obra de Deus. Na minha opinião, a união das religiões poderia levar adiante projeto dessa natureza. Deus ficaria feliz com os seus discípulos, pois esses estariam oferecendo dignidade e moradias aos nossos anciões. Quanto aos governos, eu acho que o melhor seria esquecê-los. Vamos lá pessoal possibilitemos a PROSPERIDADE.


Nenhum comentário: