segunda-feira, 18 de junho de 2012

Mulher coreana “engravida” de lula após comer pedaços do animal sem cozimento


Uma mulher de 63 anos sofreu um processo de “fecundação” com 12 espermatóforos de lulas após ingerir pedaços do animal em um restaurante.
A “mamãe-cefalópode” moradora da Coréia do Sul estava comendo uma porção de lula inteira quando sentiu uma forte dor na boca. A alegação bizarra foi tema de um artigo científico no Centro Nacional de Biotecnologia em Maryland.
A senhora informou aos médicos que ela poderia sentir que sua boca estava sendo picada com organismos que se mexiam.
Quando foi examinada, os médicos constataram que sua boca estava perfurada por espermatóforos de lula, coberto com material altamente colante.
As lulas possuem esse sistema para fecundar fêmeas, expelindo o material com bastante força. Após o “ataque”, a vítima foi hospitalizada e teve todos os ‘cefalópodes bebês’ removidos de sua gengiva, língua e bochechas.
O hospital informou que a paciente cuspiu imediatamente assim que mordeu e percebeu algo estranho. Isso foi importante para evitar cirurgias complexas, pois os espermatóforos poderiam perfurar outras partes como esôfago e órgãos importantes de difícil acesso.
Foram retirados 12 pequenos espermatóforos brancos das membranas de sua boca, pois eles a perfuraram como se estivessem fecundando.
Os cientistas ainda dizem que é um mistério o modo como os espermatóforos penetram na pele. Um caso muito semelhante ocorreu ano passado com uma mulher japonesa que passou pela mesma situação ao comer uma lula crua.
Em geral, estes órgãos com material reprodutivo são retirados antes do consumo e venda, mas em países asiáticos é comum servir lulas e polvos completamente inteiros.
Para os fãs de lulas, não existe motivos de preocupações. Este tipo de órgão é completamente removido antes do preparo em restaurantes ocidentais. A senhora não teve o nome divulgado. Jornal da Ciência

Nenhum comentário: