sexta-feira, 20 de abril de 2012

Usina de Belo Monte

https://fbcdn-sphotos-a.akamaihd.net/hphotos-ak-prn1/330029670396366_n.jpg

Mario Welber - AMERTP - grupo de trabalho

Há inúmeros protestos contra a construção da Usina de Belo Monte. A bacia da mata amazônica, porém, tem aproximadamente quatro milhões de quilômetros quadrados de extensão e a hidrelétrica ocuparia 500 quilômetros quadrados, ou seja, 0,01% da área total da mata, para gerar 11 mil megawatts de energia, em uma região sem absolutamente nenhuma outra alternativa. Já a bacia Turvo/Grande, na região de Rio Preto, tem apenas 100 mil hectares de cobertura florestal e o desmatamento gerado pela construção das Pequenas Centrais Hidrelétricas seria de 385 hectares, ou seja, 0,3% do total de mata nativa, para uma produtividade de apenas 28 megawatts. Teríamos, em comparação com Belo Monte e proporcionalmente falando, impacto ambiental 30 vezes maior, para geral mil vezes menos energia. Sem contar que aqui não estamos isolados, como na região amazônica. Há inúmeras usinas na nossa região que podem gerar muito mais do que 28 megawatts sem desmatar, alagar e ameaçar espécies da biodiversidade, com a simples geração de energia através do bagaço de cana.
Gisele Paschoeto - curtiu isto.
Basílio Neto Almeida
Se precisar de ajuda,tamos aqui............, quem segura??????? 

Jorge Gerônimo Hipólito

Nenhum comentário: