segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

É a Gota D' Água +10 \Drop of Water + 10



Caros amigos, aqui na região noroeste do estado de São Paulo, mais precisamente entre os municípios de Palestina, Paulo de Faria e Pontes Gestal, a sociedade tem preocupação semelhante a do vídeo acima? Aqui, a maioria das pessoas ainda mantém aquele jeito caipira, de repente, pode até passar a ideia de que não sabe de nada, mas sabe e muito. Senão, vejamos.
Você já ouviu falar da hidrelétrica de Talhado e foz do Preto?
Uai sô, nóis tem iscutado essas cunversas e inté visto na televisão.
Você já foi a Cachoeira do Talhadão e de São Roberto, na região de Palestina?
Nóis vamu lá quasi que tudu dia e di noiti tomém.
Você sabe o que significa energia limpa?
Nóis sabi e si o guvernu e os homi impresário aceitá, nois sugeri o siguinti: aqui na rigião faz u'a ventania danada, principarmenti nus meis dus cachorro loco. Essa ventania pudia impursioná aquele negócio paricido com a Rosa dos Ventos. Nóis acha que isso é energia limpa. E tem mais, aqui tomém faz um sór danado, as veiz inté pareci que a peli du cabocu vai isturricá, ocê óia ansim pru pião e vê que eli fica de coro grosso. Intão, se a genti tuvesse bufunfa, bem que pudia montá aquele negóciu cheio de praca, aquelas que us homi letrado chama de fotovoltaicas, na verdade, nóis chama aquilo de espeio. Nóis aqui tamu meio pobri ambientarmenti, pois o tar di desenvorvimento encheu nossa rigião de cana-de- assucri, nu intantu, nóis pudia apruveitá aquelas montanhas di bagaço pra fazê energia. Cuma é que faz? Uai sô, ocê queima o bagaço que produis um calor terríve, esse faiz fervê a água que gera vapor e faz girar um tar de rotor, e pronto. Ocês podi pensá que nóis num sabi nadica di nada, mais nóis sabi.
Desenvolvimento sustentável já ouviu falar?
Nu Brasir a genti, pur inquanto só tem um modelo, como diz o otro é aquele desenvorvimento que sustenta us pulíticu, us impresário, us banquero, aqueis que banca as campanha eleitorar, a corrupção e a farta de castigo ou a tar di impunidadi.
Mas o que eu tenho a ver co m isso?
Uai sô, nois tem a ver cum isso sim, puis num é que tão querenu acabá cus dois pontinhos mais bunito da nossa rigião. Eu vô iscrivinhá meu parpiti com outras letras.
De que adianta construir duas pequenas hidrelétricas no pequeno mundo local, se elas produzirão mais ou menos 1/3 da sua capacidade. Ora, mas quem disse tamanha bobagem? Não, não é bobagem, pois de junho a dezembro, os rios Turvo e Preto, praticamente secam. Você pode achar que estou inventando. Não estou, basta consultar os pescadores, sitiantes, fazendeiros e a polícia militar ambiental, eles confirmarão o que acabei de escrever. Concluindo, assistam ao vídeo  acima e acessem o link abaixo, onde assistirão a outro vídeo, depois assinem as duas petições, assim matamos dois coelhos numa cajadada só. Ops, desculpe-me, pois homens conscientes não usam cajados e concordam que haja liberdade aos coelhos.

Nenhum comentário: