terça-feira, 15 de novembro de 2011

Hino da Proclamação da República do Brasil


Proclamação da República Brasileira foi um levante político-militar ocorrido em 15 de novembro de 1889 que instaurou a forma republicana federativapresidencialista de governo no Brasil, derrubando a monarquia constitucional parlamentarista do Império do Brasil e, por conseguinte, pondo fim à soberania do imperador Pedro II. Foi, então, proclamada a República dos Estados Unidos do Brasil.
A proclamação ocorreu na Praça da Aclamação (atual Praça da República), na cidade do Rio de Janeiro, então capital do Império do Brasil, quando um grupo de militares do exército brasileiro, liderados pelo marechal Deodoro da Fonseca, destituiu o imperador e assumiu o poder no país.
Foi instituído, naquele mesmo dia 15, um governo provisório republicano. Faziam parte, desse governo, organizado na noite de 15 de novembro de 1889, o marechal Deodoro da Fonseca como presidente da república e chefe do Governo Provisório; o marechal Floriano Peixoto como vice-presidente; como ministros, Benjamin Constant Botelho de MagalhãesQuintino BocaiuvaRui BarbosaCampos SalesAristides LoboDemétrio Ribeiro e o almiranteEduardo Wandenkolk, todos membros regulares da maçonaria brasileira. Leia mais...       Fonte: Wikipédia.
Minha Opinião.
Eu tenho orgulho em ser brasileiro e sonho para que nossos governantes tenham o mesmo sentimento, mas que também se sintam honrados pelo privilégio de nos representar com dignidade. Se nossos governantes cumprissem as propostas feitas nas campanhas eleitorais, não haveria dúvida de que o Pavilhão Nacional tremularia sem parar por força dos ventos da verdadeira democracia. No momento em que assisto ao vídeo e que vejo as imagens me emociono - não apenas pela ideia de pujança, mas também por causa do sofrimento de muitos que vivem a margem do direito. Milhões de brasileiros vivem a margem da educação, habitação, saneamento básico, segurança pública, saúde, emprego e renda e também se distanciam cada vez mais da possibilidade de voltar ao campo. Mas o que mais me entristece é ver nossas florestas sendo dizimadas pela força dos correntões. A lei que as protegia não consegue cumprir o ciclo, ou seja, na medida em que atrapalha interesses, simplesmente a alteram e pronto. Um país que não respeita suas florestas também não respeita seu povo.                                         
1º presidente do Brasil Brasil

Liberdade! Liberdade!
 Abre as asas sobre nós!
  Das lutas na tempestade
    Dá que ouçamos tua voz!


                  
                                                                                                                                                                                       

Nenhum comentário: