quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Independência do Brasil


Denomina-se independência do Brasil o processo que culminou com a emancipação política desse país do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves, no início do século XIX. Oficialmente, a data comemorada é a de 7 de setembro de 1822, em que ocorreu o chamado "Grito do Ipiranga". De acordo com ahistoriografia clássica do país, nesta data, às margens do riacho Ipiranga (atual cidade de São Paulo), o Príncipe-regente D. Pedro de Alcântara bradou perante a sua comitiva: "Independência ou Morte!". Determinados aspectos dessa versão, no entanto, são contestados por alguns historiadores em nossos dias.
A moderna historiografia em História do Brasil remete o início do processo de independência à transferência da corte portuguesa para o Brasil, no contexto da Guerra Peninsular, a partir de 1808Continue lendo...

Reconhecimento da Independência

Era uma questão crucial para o Império brasileiro. As monarquias absolutistas europeias eram hostis à independência do Brasil. Os E.U.A. foram o primeiro país a reconhecer o governo brasileiro, em maio de1824. Alguns meses antes fora divulgada a Doutrina Monroe, pela qual o presidente James Monroe declarava que os E.U.A. não aceitariam qualquer intervenção recolonizadora da Europa no continente americano. Graças à mediação do Reino Unido, em agosto de 1825, a coroa portuguesa reconheceu a independência do Brasil. Em troca, obtinha a condição de "nação mais favorecida" nas transações comerciais e uma indenização no valor de 2 milhões de libras. A Inglaterra também reconheceu a independência do Brasil em 1825. Somente a partir de 1826 a soberania brasileira foi reconhecida pela França, pela Santa Sé e pelas demais nações europeias, concluindo-se a formalização da independência. As repúblicas Latino-americanos, por sua vez, encaravam o Império brasileiro como instrumento dos interesses recolonizadores europeus e condenavam a anexação da Cisplatina (em 1821, o Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves anexara a Banda Oriental, atual Uruguai, a qual passou a chamar-se Província Cisplatina). Continue lendo...

Nossa Opinião.
O povo brasileiro é muito esperançoso e talvez continue exatamente como foi no Dia da Independência. A viagem da esperança teve início em 1822, hoje , o povo se vê estacionado no futuro. Esse, que também é o presente cria mais expectativas, pois como será a próxima viagem? Sinceramente, uma incógnita. Senão, vejamos: os USA enfrentam terrível Crise Econômica, essa, provavelmente, irradiar-se-á pelos continentes. O Brasil dá sinais de que conseguirá transpor a Crise Econômica, mas conseguirá vencer a Crise Política decorrente da corrupção que prolifera aos quatro cantos? O povo se esforça na crença, de que a JUSTIÇA eliminará esse terrível mal. Concluindo, a esperança nos faz acreditar que no curto prazo possamos vislumbrar da janela da vida, os efeitos da verdadeira INDEPENDÊNCIA.

Nenhum comentário: