segunda-feira, 28 de março de 2011

Mapa da Morte


Governo precisa encontrar um local para depositar lixo radioativo de Angra

Publicado em março 28, 2011 por HC

Governo precisa encontrar um local para depositar lixo radioativo de Angra
As piscinas que resfriam o combustível só suportam mais material até 2021. Cronograma para a construção de depósitos não deve ser cumprido.
Procuram-se, em algum canto brasileiro, cidades interessadas em receber definitivamente — por séculos a fio — 578,6 toneladas de combustível altamente radioativo, usado pelas usinas nucleares Angra 1 e Angra 2 para gerar energia. A busca inclui municípios dispostos a acolher também 7,4 mil tambores abarrotados de papéis, vestimentas, filtros e resinas contaminados por índices baixos e médios de radioatividade. O tempo é curto para as candidatas se manifestarem e serem selecionadas. As piscinas que resfriam o combustível usado em Angra 1 e 2 suportam mais material radioativo somente até 2021. No galpão da mais antiga usina nuclear brasileira, Angra 1, só resta 16,7% de espaço. O lixo atômico terá de ir para algum lugar. Só não se sabe, até agora, para onde. Reportagem de Vinicius Sassine, no Correio Braziliense.

EUA: Depósito nuclear de Hanford, um dos lugares mais contaminados da Terra

Publicado em março 28, 2011 por HC

O desastre em Fukushima levantou questões no mundo todo sobre a segurança nuclear. A contaminação, contudo, é muito pior no Noroeste Pacífico dos EUA. A antiga usina de plutônio em Hanford, no Estado de Washington, é um dos lugares mais contaminados da Terra e ainda serão necessárias décadas para que fique limpo.
Os cordeiros nasceram sem olhos ou bocas. Alguns tinham pernas grotescamente unidas; outros, não tinham pernas. Muitos eram natimortos. Trinta e um se perderam em uma única noite. Reportagem de Marc Pitzke, no Der Spiegel.
Em um pasto próximo, uma vaca foi encontrada morta, dura, com os cascos bizarramente esticados para o céu. Mais a jusante, homens da tribo Yakama tiraram salmões de três olhos do rio Columbia. As trutas estavam cobertas com úlceras cancerosas.
E aí os bebês começaram a adoecer.
Na primavera de 1962, o fazendeiro Nels Allison observou que algo estava assustadoramente errado. “Nossa mãe”, disse à esposa. As ovelhas eram sempre “as primeiras a se deitar e morrer” quando algo estava errado na fazenda de Allison perto de Basin City, uma cidade rural perto do rio Columbia no Noroeste dos EUA. Ele começou a se referir àquela noite como “a Noite dos Pequenos Demônios”. Leia Mais...

Opinião/Sugestão.
Aos países interessados na manutenção e construção de usinas nucleares sugerimos o que segue. Ao lado de cada USINA construam uma Vila Residencial, onde por demonstração de total segurança serão habitadas por aqueles favoráveis ao empreendimento. Por exemplo, Presidente da República, Ministros, Senadores, Deputados Federais; Governadores de Estado, Deputados Estaduais, Secretários de Meio Ambiente, Prefeitos Municipais, Vereadores, Secretários Municipais de Meio Ambiente, Engenheiros e Construtores de USINAS. Atentai bem, apenas aqueles favoráveis a esse modelo de produção de energia. O porquê da sugestão? Ora, leiam os dois artigos supras que entenderão. Relevante e obrigatório que no centro da Vila Residencial exista enorme praça (área institucional) e que o seu subterrâneo seja utilizado como depósito de resíduos provenientes da produção de energia. Concluindo, é fácil ser favorável as USINAS NUCLEARES, mas desde que o lixo cancerígeno seja depositado na porta da casa do outro.

Nenhum comentário: