terça-feira, 27 de julho de 2010

Rio Jordão


Baptismo de Jesus no Rio Jordão, fresco de Masolino da Panicale.

Hoje, o Portal do EcoDebate publicou artigo sobre o Rio Jordão; eu, depois de lê-lo - refleti sobre a consciência ambiental no mundo e concluí que tanto cá (Brasil) quanto lá (Israel) não existe diferença, ou seja, somos inconscientes ambientalmente. Senão, vejamos: o Rio Jordão tem extrema relevância para a sociedade de Israel no que diz respeito a agricultura, bem como ao turismo. De imediato e considerando a religiosidade ouso pensar que a condição de vida do Rio Jordão é fruto de incomensurável pecado, principalmente, por causa da ausência de respeito pela vida. Incrível, mas nem mesmo o rio, onde João Batista batizou Jesus Cristo está a salvo dos efeitos do desenvolvimento insustentável irradiado pelo mundo afora.

Nessas circunstâncias, difícil acreditar que nós brasileiros sejamos capazes de revitalizar os rios, Tietê (SP), Guandu (RJ), Arrudas (MG), Cuiabá (MT), Dourados (MS), São José do Mipibu (RN) Pardo (PR) Ijuí (RS), Itajaí (SC) e Meia Ponte (Go) entre outros constantes da lista vermelha. Entretanto, existe sim uma remota possibilidade, mas essa somente ocorreria se houvesse a interferência do próprio CRIADOR.


Rio Jordão

Nenhum comentário: