quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Carta Aberta ao Presidente do Brasil


Excelentíssimo Senhor Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ontem 04nov09, a Câmara dos Deputados trancou a pauta e impediu que fosse votado o aumento aos aposentados. Eu na condição de brasileiro e de origem pobre, exatamente, como Vossa Excelência, não devo torcer pelo seu fracasso, pois devo sim torcer pelo seu sucesso. Primeiro porque o seu sucesso, “em tese” também seria nosso. Por conseguinte, dias atrás, a imprensa noticiou algo, digamos, assim sensacional, onde o Brasil estaria emprestando dinheiro ao FMI. Meu Deus, como esse mundo dá voltas Presidente, quem numa consciência sadia poderia imaginar tal acontecimento? Simplesmente, fantástico! Entretanto, senhor presidente, algo deve estar errado. Penso. Por quê? Ora, respeitosamente, eu indago: como o Brasil pode apresentar condição de emprestar dinheiro ao FMI, se ao mesmo tempo à maioria do povo brasileiro subsiste com um salário mínimo? Destarte, quando da criação do salário mínimo não ficou implícito que teria de ser apenas o mínimo, ou seja, deveria ser implantado a partir de um valor mínimo.

Presidente, considerando que o Brasil está bem ao ponto de emprestar dinheiro aos ricos, eu, respeitosamente, pergunto: haveria possibilidade de se aumentar o mínimo para “Um Mil Reais”? Nota: eu quero acreditar que Vossa Excelência está no caminho certo e torço pelo seu sucesso, pois, como já mencionei, o seu sucesso refletiria na nossa melhor condição de vida. Assim, nós que éramos pobres começaríamos também a olhar de cabeça erguida, ou seja, vamos olhar bem lá na frente como se fossemos os tais. Aliás, se tudo der certo, seremos! Mas, como tudo não são flores vamos dar uma espiadela na tabela abaixo. Depois de lê-la todos nós entenderemos o contexto.

Presidente, eu considero viável a possibilidade de se mudar os números mais recentes da tabela constante do link e Vossa Excelência também consideraria? 
                                     
Salário Mínimo Brasileiro:


Concluindo, a minha manifestação ocorreu de forma respeitosa, pois, em nenhum momento infringi nenhum preceito constitucional quanto à liberdade de expressão, principalmente, porque exerço cidadania para o bem do povo brasileiro, independentemente, de ideologias partidárias.

Nenhum comentário: