quarta-feira, 22 de julho de 2009

POLÍCIA AMBIENTAL


Polícia Ambiental

Terça-Feira, 21 de Julho de 2009

Material tinha como destino a cidade de Bebedouro

A Polícia Ambiental apreendeu, na manhã do último sábado (18), 22 jacarés abatidos e mais de 112 quilos de peixes das mais diversas espécies, caçados de forma ilegal em uma fazenda na região do Pantanal, no Mato Grosso. A apreensão foi feita em Bebedouro - distante 381 quilômetros da Capital.

Policiais ambientais do 2º Pelotão, da 3ª Companhia, do 4º Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb), realizavam patrulhamento quando abordaram um ônibus na altura do número 4.063 da avenida José Augusto de Carvalho, no Jardim Centenário, já na área urbana de Bebedouro, por volta das 9h. O ônibus, com 27 passageiros, voltava de uma excursão e tinha como destino a própria cidade.

Durante vistoria no interior do veículo, foram localizados 22 jacarés abatidos, com um peso total de aproximadamente 200 quilos, e mais de 112 quilos de peixes, das espécies piau-vara, jaraqui, cachara, traíra, cachorra, piranha, tucunaré, sardinha, corvina e mandi, tudo proveniente da caça e pesca ilegal.

De imediato, foi lavrado um Termo Circunstanciado (TC), qualificando todos os 27 passageiros do ônibus, que responderão penalmente pela prática de crime ambiental. Administrativamente, foram lavrados 54 Autos de Infração Ambiental, sendo que cada ocupante do ônibus recebeu uma autuação no valor de R$ 17.182,93, totalizando R$ 463.939,11 em multas. Também foram apreendidos, além do ônibus utilizado na viagem, três motores de popa de 15 hp, um motor elétrico, sete redes de nylon, uma tarrafa e dez molinetes.

O material apreendido passará por perícia, inclusive os animais. Uma equipe da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp) irá ajudar a catalogar as espécies de cada animal, enquanto que a Vigilância Sanitária irá elaborar um laudo, atestando que o material não foi transportado de maneira adequada, portanto, sem condições de ser utilizado como alimento.

Comando de Policiamento Ambiental e Assessoria de Imprensa da SSP

http://www.ssp.sp.gov.br/home/noticia.aspx?cod_noticia=16655

Um comentário:

Jorge Gerônimo Hipólito disse...

Eu conheço o sistema de policiamento empreendido pelo 4º BPAmb e reconheço que obstáculos jamais esmorecem policiais ambientais. Infelizmente, para a natureza, não foi possível interceptar na origem. Entretanto, fica a esperança de que um dia tudo dará certo. Destarte, observe a postagem anterior “A NATUREZA AGRADECE”, pois possibilitará melhor compreensão.